123

Sete orientações para ter dinheiro em 2018

Um dos desejos de fim de ano que mais escutamos é sempre o de “muito dinheiro no bolso em 2018…”. Queremos! Ainda mais em um país como o Brasil onde não aguentamos mais falar de crise. A maioria dos problemas financeiros podem ser evitados se nos prepararmos para eles. O grande problema dos brasileiros é a insistência em manter hábitos ruins, principalmente quando se trata de lidar com finanças. Sendo assim, em 2018, sugiro que você mude esses hábitos e crie novos saudáveis.

        No papel de educador e planejador financeiro, desejo que boas escolhas sejam tomadas no ano de 2018 e prefiro trazer sete orientações para não haver armadilhas financeiras nesse novo ano que está chegando!

        A primeira orientação deve ser tomada logo no início do ano: devemos evitar parcelar as compras de início do ano. Pode parecer vantajoso assumir uma parcela que cabe no orçamento, mas na verdade as compras parceladas nos tiram a liberdade de escolher no futuro. Preços continuarão subindo ao longo do novo ano e a melhor forma de diminuir riscos e exposições aos imprevistos é manter um orçamento flexível e ajustado, sem parcelas em excesso para pagar e sempre comprando à vista quando o dinheiro permitir.

        A segunda orientação é não deixar a declaração de IR para o final de abril. Ao encerrar 2017, já teremos todos os documentos necessário para entregar a declaração. Ao ter tempo e calma para preparar o IR, evitaremos esquecer de informações importantes e assim a malha fina ou eventuais multas serão evitadas. Acelerar a entrega também acelera o recebimento da restituição, e isso é vantajoso para quem quer pagar dívidas ou investir o capital.

        A terceira orientação é de não deixar dinheiro parado na conta. Mesmo com projeção de cair em 2018, o Brasil ainda tem os juros mais altos do mundo! Dinheiro parado é desperdício de ganhos. Não vai usar por alguns dias? Aplique! Mas não caia no erro da quarta orientação: não aplicar dinheiro na caderneta de poupança. Ainda em função de altos juros, fundos de renda fixa, títulos do tesouro e títulos privados (CDB`s) continuam mais rentáveis. E se quiser maiores opções, ainda contamos com a corretora de investimentos para nos ofertar produtos de qualidade superior.

        Quinta orientação: não entre no cheque especial. Sexta orientação: não entre no rotativo do cartão de crédito. Fez as contas e viu que o dinheiro não vai dar? Vai ficar vermelho? Recorra às suas reservas financeiras, patrimônio, família e em último caso a um empréstimo com juros mais baixo. Fuja dos juros inexplicáveis e absurdos!

        E para perceber com antecedência que está para entrar no vermelho, segue a sétima orientação: destine algum tempo semanalmente para se organizar financeiramente. PARE e pense em tudo que está para ocorrer nas próximas semanas, coloque tudo no papel e se planeje! Esse pequeno tempo dedicado o ajudará a colher bons frutos em 2018! Muito SUCESSO!!!

Autor:  João Paulo Maia.

Recomendações:

João Paulo 18 de dezembro de 2017 Investimentos

Artigo por

Nasci em Brasília, em 1986. Cresci em uma casa com mais 5 irmãos e vivenciei o que a maioria das famílias grandes vivem: a sobra do mês no final do dinheiro. Isso me motivou a ser um adulto controlado financeiramente e despertou-me um interesse: o mundo financeiro. Formei-me em Ciências Contábeis em 2007, no curso descobri a aptidão para as finanças, o que me levou a estudar mercado de capitais na pós graduação da FGV. O convívio com pessoas melhores que eu despertou-me o interesse pelo empreendorismo e, assim, estudei uma segunda pós graduação em Gestão empresarial. Saí do mercado de telecomunicações, onde atuei de 2005 a 2011, e parti para o mundo. Entre sucessos e fracassos, consegui um bolsa de estudos para fazer um MBA na ROSS School of Business no estado de Michigan – EUA. Com a mente mais aberta e conhecimento afiado, adentrei no mercado financeiro e abri minha empresa de planejamento financeiro – Insight Financial Advisor – onde atuo há 3 anos como planejador e educador financeiro. Frase Preferida: “Se você acha que ficar rico é difícil, experimente continuar pobre". Desconhecido

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Não existem comentários
Informe seu e-mail para receber as novidades