42

Como investir em imóveis com pouco dinheiro

Saber o momento certo de investir em imóveis exige conhecimento do ciclo que movimenta o segmento imobiliário. Esse ciclo é constituído de etapas que são influenciadas por fatores como a macroeconomia, a política, o crédito, a oferta e a procura.

Em cada uma das etapas do ciclo imobiliário temos situações de alta ou baixa dos preços, e que favorecem ou proprietário ou compradores.

Entender os estágios desse ciclo e suas características ajuda o investidor a definir o melhor momento para compra ou venda. Podemos dividir o ciclo imobiliário em quatro estágios distintos:

  1. Mercado no topo
  2. Mercado em queda
  3. Mercado no fundo
  4. Mercado em alta

Cada ciclo tem uma média de duração que pode variar entre 8 e 12 anos, de tal forma que o mercado percorra todos os estágios acima nesse tempo.

Depois de alguns anos de estagnação e queda de preços, o mercado atualmente se encontra na transição da Etapa 3 (Mercado no fundo) para a Etapa 4 (Mercado em alta).

O que equivale a dizer que é um bom momento para investir em imóveis, com possibilidade de encontrar boas oportunidades, a bons preços e com potencial de surfar a próxima etapa (Mercado em Alta).

Diante dessa janela de oportunidade, o objetivo desse artigo é trazer uma alternativa  de investimento em imóveis sem a necessidade de grandes aportes financeiros e com outras vantagens mais. Trata-se dos Fundos de Investimentos Imobiliários.

O Fundo de Investimento Imobiliário (FII) tem como objetivo captar recursos e investir em ativos relacionados ao mercado imobiliário. Todo FII tem um administrador que faz a gestão do fundo e a captação de recursos junto aos investidores por meio da venda de cotas.

Os recursos captados poderão ser utilizados para a aquisição de imóveis prontos ou na planta, rurais ou urbanos, residenciais ou comerciais, e também para investimento em outros FIIs e títulos como LCIs, CRIs e ações de empresas do segmento imobiliário. A política de investimento do FII está definida em seu regulamento.

Mas quais são as vantagens de se investir em imóveis por meio de investimento em FII?

1. RENTABILIDADE

Os Fundos de Investimento Imobiliários pagam dividendos mensais, que são oriundos dos resultados financeiros do FII (Receita menos Despesas). A possibilidade de investir em uma carteira diversificada de FII (principalmente em cotas de imóveis comerciais) proporciona rendimentos maiores que o investimento em imóveis físicos. Além disso, os dividendos mensais pagos pelos FII são isentos de I.R. A outra possibilidade de ganho é com a valorização da própria cota do FII. Lembrando que quando você vender suas cotas de FII, se houver ganho de capital, eles são tributados.

2. LIQUIDEZ

Os Fundos de Investimento Imobiliários são negociados em forma de cotas na bolsa de valores, podendo ser vendidos ou comprados a qualquer momento, mediante uma operação no seu Homebroker. Antes de investir em determinado FII, é importante avaliar qual é a média diária de volume financeiro negociado para o fundo. Existem FIIs com baixa liquidez, o que pode representar certa dificuldade no momento de desfazer uma posição. Já nos imóveis físicos, pode-se levar meses para a venda de um imóvel, sem falar em todos os trâmites burocráticos envolvidos com cartório, prefeitura, etc.

3. ADMINISTRAÇÃO

Quando você investe em imóvel físico, são várias as atividades administrativas que você precisa se envolver, tais como taxas e tributos, gestão dos contratos de locação, jurídico, financeiro, contabilidade, manutenção do imóvel etc. Nos FIIs esse trabalho é realizado pelo administrador do fundo que, obviamente é remunerado para tal.

4. CUSTOS E VALORES PARA INVESTIMENTO

O custo para investir em FIIs é o custo da ordem de compra ou de venda cobrado pela corretora de valores por onde você irá operar (pode varia de zero a R$ 20,00).

Mas a grande vantagem é a possibilidade de investir comprando cotas a partir de R$ 100,00. Ou seja, com um aporte pequeno você pode investir em uma carteira diversificada de imóveis de forma simples e fácil de administrar.

Se você gostou dessa modalidade de investimento em imóveis, não perca tempo e procure o seu assessor de investimentos.

Autor: Osório José

Recomendações:

Osório José 11 de maio de 2018 Assessor de InvestimentosFundo de InvestimentoInvestimentosLiquidez

Artigo por

Nasci em 1969, passei a minha infância em Itumbiara, no interior de Goiás. Aos 18 anos, fui estudar em outras cidades, passando por Uberlândia e Ribeirão Preto. Fiz minha Graduação em Ciências da Computação na UNICAMP e formei-me em 1991. No ano seguinte, iniciei minha carreira profissional em São Paulo, realizando uma trajetória de 20 anos na área de Tecnologia de Informação, liderando equipes em empresas nacionais e multinacionais como Itautec, Claro, Telesp Celular, Vivo, Demarest e Almeida Advocacia e Graber Rastreamento. Durante esse período, fiz um MBA em Engenharia da Informação na FASP e outro em Gestão de Tecnologia na FIA USP. Em 2011, iniciei minhas atividades na área de investimentos e, no ano seguinte, mudei-me para Goiânia, onde também iniciei minha atuação no segmento imobiliário. Em Goiânia fiz mais um MBA Executivo em Gestão Comercial no IPOG. Tenho duas filhas lindas e uma esposa que é o alicerce da família. Gosto de tudo relacionado a investimentos. Frase preferida: “Cada escolha, uma renúncia”

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Não existem comentários
Informe seu e-mail para receber as novidades