37

Quer ter ganhos extraordinários? Entenda seu perfil

Com tanta diversidade em produtos de investimentos, muitas vezes nos confundimos. E, neste emaranhado de opções em grande abundância, não sabemos como tomar decisões importantes e escolher as melhores alternativas. Para deliberar qual investimento optar e ainda não ficar frustrado no futuro, é necessário entender qual produto é adequado a cada perfil.

Saber o significado de tantas siglas e nomenclaturas parece ser o primeiro passo, porém, existe outro fator determinante.

CDB, LCI, LCA, Debêntures, títulos públicos, ações, imóveis, derivativos, entre outros, são apenas alguns dos investimentos disponíveis no mercado. No entanto, existem estratégias que são determinadas primeiramente por um fator, a propensão ao risco, isto é, determinar o quanto estou disposto a arriscar em prol de retornos satisfatórios. São tantas denominações para o investidor que, principalmente para aqueles que iniciam sua jornada, formam um verdadeiro abismo. Então, para tornar-se um investidor é preciso descobrir o seu perfil, isso trará mais clareza, fazendo com que escolhas mais precisas se encaixem com o nível de risco que você estará disposto a correr.

Perfis de investidores

Toda pessoa procura obter investimentos que lhe proporcionem o maior retorno possível, mas nem todas estão dispostas aos riscos inerentes. E é isso que distingue os diferentes perfis para investimentos.

Ser conservador, moderado ou agressivo é o que determina estes perfis básicos. O investidor que se enquadra como conservador tem como objetivo minimizar o seu risco, são pessoas que geralmente alocam seus recursos em estratégias de renda fixa. E que se sentem confortáveis em saber o quanto terá de rendimento no final do mês, sabendo que seu dinheiro estará seguro, mesmo diante das oscilações do mercado.

Já o perfil moderado procura diversificar sua carteira de investimentos tomando um pouco mais de risco, com intuito de obter um ganho mais expressivo. No entanto, este investidor não está suscetível às grandes oscilações. O perfil agressivo com foco no longo prazo assume posições mais arrojadas, busca o retorno maior e assume os riscos da volatilidade de sua carteira.

Quando falamos em perfil mais agressivo, usamos a expressão “ter estômago” para altas volatilidades dos investimentos, ou seja, saber passar pelos ciclos de altas, mas, principalmente, pelos ciclos de baixas. Quando o rendimento cair, ficando até mesmo negativo, quem “não tem estômago” acaba perdendo dinheiro. Por que ter estômago? É não ter aquele frio na barriga, se desesperar e não aguentar o momento de queda passar, saber se é a hora certa para sair ou se manter.

Com o atual cenário econômico brasileiro de queda da taxa básica de juros, muitos investidores conservadores estão encontrando oportunidades em produtos um pouco mais voláteis e que surpreendem aos rendimentos, quando comparados à renda fixa.

Para evitar frustrações futuras é que são definidos os diversos tipos de perfis, de modo que sejam encontradas as melhores estratégias, evitando aplicações inadequadas.

O assessor de investimentos está preparado para detectar qual é o perfil e como acompanhar a evolução do investidor. Você possui perfil conservador mas não está satisfeito com os atuais rendimentos? Você é moderado mas procura diversificar um pouco mais para obter maiores ganhos? Ou você é agressivo e quer se aventurar ainda mais? Converse com um assessor de investimentos da LHx e descubra os perfis que vão além de conservador, moderado ou agressivo.

Autor: Mirian Monteiro

 

Recomendações:

Mirian Monteiro 29 de maio de 2018 Assessor de InvestimentosFundo de InvestimentoInvestimentos

Artigo por

Nasci em 1992, em uma família de pai empreendedor e uma mãe dona de casa que ensinaram a mim e a meus irmãos, desde pequenos, os valores de uma boa educação financeira. Cresci no comércio no interior do Estado de Goiás. Formei-me em Ciências Econômicas e tive a oportunidade de estagiar e trabalhar em uma Entidade Fechada de Previdência Complementar, o que me permitiu adquirir conhecimento e experiência em investimentos e finanças. Pós graduada em Controladoria e Finanças pela Universidade Federal de Goiás, sou adepta da frase "faça seu dinheiro trabalhar pra você e não você pelo dinheiro". Sou cristã atuante e desenvolvo diversos trabalhos voluntários.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Não existem comentários
Informe seu e-mail para receber as novidades