145

Tesouro Direto X Poupança

Tradicionalmente, o brasileiro sempre fez uso da poupança como um local seguro para guardar seu dinheiro e, também, um tipo de investimento. Mas com um movimento crescente de mais formas de investir sua renda, muitos estão optando pelo Tesouro Direto, já que ele possui semelhanças à poupança, mas oferece maior rentabilidade.

Se você está em dúvida em qual dos dois aplicar seu dinheiro, separamos as principais diferenças para te ajudar nesta decisão. Confira!

O que é a poupança?

A poupança é a aplicação mais antiga do mercado. Não é preciso altos valores de aplicação e é um investimento isento de imposto de renda e de IOF, o imposto sobre as operações financeiras.

Trata-se também de um investimento de baixo risco – e totalmente controlado por regras estabelecidas pelo Governo Federal. Também está à disposição de pessoas físicas e jurídicas.

São as instituições financeiras presentes no país que oferecem o investimento através das Contas Poupança, como são conhecidas.

O que é o Tesouro Direto?

O Tesouro Direto é um Programa do Tesouro Nacional desenvolvido em parceria com a BM&F Bovespa para venda de títulos públicos federais para pessoas físicas, por meio da internet. Concebido em 2002, esse Programa surgiu com o objetivo de democratizar o acesso aos títulos públicos, ao permitir aplicações com apenas R$ 30,00.

O Tesouro oferece títulos com diferentes tipos de rentabilidade (prefixada, ligada à variação da inflação ou à variação da taxa de juros básica da economia – Selic), de prazos de vencimento e de fluxos de remuneração.

O investimento oferece boa rentabilidade e liquidez diária.

As diferenças entre Tesouro Direto e poupança

Liquidez

Os resgates da poupança podem ser feitos diariamente. Sua rentabilidade é computada mensalmente e, caso você faça o resgaste antes disso, você perde o lucro que obteria.

Com o Tesouro Direto, os resgates também podem ser feitos diariamente, no entanto, você pode perder o valor de rentabilidade final que foi contratado, recebendo o preço de mercado pelos títulos públicos.

Rentabilidade

A rentabilidade da poupança varia de acordo com a taxa Selic.

  • Se a Selic (taxa de juros básica) for menor ou igual a 8,5% ao ano, a poupança rende 70% da Selic mais a TR (Taxa Referencial);
  • Se a Selic for superior a 8,5% ao ano, ela tem rentabilidade fixa: 0,5% mais a TR.

Já a rentabilidade do Tesouro Direto varia de acordo com o título adquirido:

  • Tesouro IPCA+: Está indexado ao IPCA, ou seja, à inflação oficial do governo brasileiro. Isso significa que você vai receber a taxa definida + a variação do IPCA do período.
  • Tesouro IPCA+ com juros semestrais: igual o Tesouro IPCA+, mas você recebe o rendimento em parcelas de seis em seis meses.
  • Tesouro Prefixado: a taxa de rendimento está predeterminada assim que você decide investir, sem nenhuma alteração de acordo com o tempo.
  • Tesouro Prefixado com juros semestrais: igual ao Tesouro Prefixado, mas você recebe o rendimento em parcelas de seis em seis meses.
  • Tesouro Selic: Está indexado à SELIC, ou seja, à taxa básica de juros. Isso significa que você vai receber a taxa definida + a variação da Selic do dia.

Investimento inicial

Na poupança, não há mínimo estabelecido para investir.

Já no Tesouro Direto, o valor inicial deve ser de R$ 30,00. Além de respeitar esse valor mínimo, o valor deve corresponder a pelo menos 1% do valor de um título público.

Conclusão: E aí, qual é o melhor investimento?

Ambos investimentos são simples e de poucos riscos. No entanto, o Tesouro Direto apresenta mais opções de investimentos, acompanhando as oscilações nas taxas de juros e de inflação, o que significa maior rentabilidade.

Já a baixa rentabilidade da poupança pode ter como consequência perda de poder de compra em momentos de alta na inflação.

Além disso, o Tesouro Direto é considerado o investimento mais seguro do país, já que esse dinheiro é um programa de investimentos do Tesouro Nacional, ou seja, ao investir, você está emprestando dinheiro para o governo federal. A poupança, no entanto, é um investimento com bancos, que possuem mais chances de quebrar do que o governo.

Por: Super Investidores

Recomendações:

Super Investidores 30 de abril de 2019 InvestimentosPoupançaTesouro Direto

Acreditamos que a Educação Financeira é fundamental para potencializar os Investimentos dos brasileiros. Nosso Blog tem o objetivo de ampliar seu conhecimento financeiro por meio dos nossos artigos, que são abordados com uma linguagem simples e sem “financês”.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Não existem comentários
Informe seu e-mail para receber as novidades