289

Análise Fundamentalista e seus Principais Indicadores

Com a redução de mais de 50% da taxa SELIC nos últimos doze meses, grande parte dos investidores tem alterado a composição de sua carteira de investimentos, reduzindo o percentual de alocação em renda fixa e aumentando o percentual em renda variável. E um dos principais instrumentos de investimento em renda variável é a operação com ações.

 

Mas como decidir qual ação comprar, quando comprar e quando vender?

 

Alguns investidores estudam por conta própria, outros buscam apoio para suas decisões de investimento em sites, blogs, jornais ou revistas especializadas em análises. O fato é que estudando por conta própria ou buscando apoio em análises de terceiros, invariavelmente, o investidor vai esbarrar em três tipos de análises:

  1. Análise Gráfica
  2. Análise Técnica
  3. Análise Fundamentalista

 

A análise gráfica e a análise técnica se baseiam em comportamentos gráficos do preço do ativo e indicadores matemáticos relacionados a volume de compra ou venda, médias aritméticas e geométricas, etc.

 

A análise fundamentalista se baseia no estudo de indicadores financeiros que podem ser encontrados nos balanços e demonstrativos de resultados das empresas.

 

O objetivo desse artigo é detalhar os principais indicadores utilizados na análise fundamentalista, abordando como calculá-los e qual o seu significado no contexto da saúde financeira da empresa.

 

       1. P/L (Preço / Lucro)

Esse indicador também conhecido como múltiplo Preço/Lucro é calculado pelo resultado da divisão do preço da ação no mercado, pelo lucro unitário da ação no período de um ano.

Ele vai representar quantos anos o investidor precisa esperar para ter o retorno do seu investimento em forma de lucros.

Dessa forma, quando maior o P/L, maior será o tempo necessário para recuperar o investimento, sinalizando que a ação está cara.

Por outro lado, quanto menor o P/L, menor será o tempo necessário para recuperar o investimento, sinalizando que a ação está barata.

É um importante indicador para comparar o preço das ações de duas empresas. A ação que está com o maior preço não necessariamente está mais cara, quando se compara o preço com o lucro.

 

       2. P/VP (Preço / Valor Patrimonial)

Esse indicador também conhecido como múltiplo Preço/Valor Patrimonial é calculado pelo resultado da divisão do preço da ação no mercado, pelo valor patrimonial unitário da ação.

Ele vai representar se o investidor está pagando caro ou barato, comparando o preço da ação com o valor patrimonial da empresa.

É um importante indicador para comparar o preço das ações de duas empresas. A ação que está com o maior preço não necessariamente está mais cara quando se compara o preço com o seu valor patrimonial.

 

Quanto maior o múltiplo, mais superavaliada está a empresa.

       3. ROE (Return on Equity)

Esse indicador também conhecido como múltiplo Lucro Líquido/Patrimõnio Líquido é calculado pelo resultado da divisão do lucro líquido da empresa pelo valor de patrimônio líquido da empresa.

Ele vai representar a rentabilidade da empresa, ou seja, quanto de lucro ela consegue ter para cada Real de patrimônio líquido.

Quanto maior o ROE, maior será a rentabilidade da empresa.

É um importante indicador para comparar rentabilidade de duas empresas. A ação que está com o maior lucro não necessariamente é mais rentável quando se compara o lucro com o seu patrimônio líquido.

 

       4. Dívida Líquida / EBITDA

Esse indicador é calculado pelo resultado da divisão da dívida líquida da empresa pela geração de caixa em 12 meses.

Ele vai representar o quanto a empresa está endividada, ou seja, o quanto ela está alavancada perante a sua capacidade de geração de caixa (EBITDA).

A saúde financeira de uma empresa é melhor quando esse múltiplo está menor, ou seja, quando a sua dívida representa pouco perante a sua capacidade de geração de caixa.

É um importante indicador para comparar dívidas de duas empresas. A ação que está com a maior dívida não necessariamente está mais alavancada, quando se compara a dívida com a sua capacidade de geração de caixa.

 

       5. EV/ EBITDA

Esse indicador é calculado pelo resultado da divisão do valor total de mercado da empresa pela sua geração de caixa em 12 meses.

O EV significa Enterprise Value e é calculado pelo valor de mercado da empresa somado com a sua dívida líquida.

Analogicamente ao P/L, esse múltiplo vai representar quantos anos o investidor precisa esperar para ter o retorno do seu investimento em forma de geração de caixa

Quanto maior o EV/EBITDA, maior será o tempo necessário para recuperar o investimento, sinalizando que a ação está cara.

Por outro lado, quanto menor o P/L, menor será o tempo necessário para recuperar o investimento, sinalizando que a ação está barata.

É um importante indicador para comparar o preço das ações de duas empresas. A ação que está com o maior EV não necessariamente está mais cara quando se compara a sua capacidade de geração de caixa.

Recomendações:

Osório José 04 de junho de 2019 Fundo de InvestimentoInvestimentosTaxa Selic

Artigo por

Nasci em 1969, passei a minha infância em Itumbiara, no interior de Goiás. Aos 18 anos, fui estudar em outras cidades, passando por Uberlândia e Ribeirão Preto. Fiz minha Graduação em Ciências da Computação na UNICAMP e formei-me em 1991. No ano seguinte, iniciei minha carreira profissional em São Paulo, realizando uma trajetória de 20 anos na área de Tecnologia de Informação, liderando equipes em empresas nacionais e multinacionais como Itautec, Claro, Telesp Celular, Vivo, Demarest e Almeida Advocacia e Graber Rastreamento. Durante esse período, fiz um MBA em Engenharia da Informação na FASP e outro em Gestão de Tecnologia na FIA USP. Em 2011, iniciei minhas atividades na área de investimentos e, no ano seguinte, mudei-me para Goiânia, onde também iniciei minha atuação no segmento imobiliário. Em Goiânia fiz mais um MBA Executivo em Gestão Comercial no IPOG. Tenho duas filhas lindas e uma esposa que é o alicerce da família. Gosto de tudo relacionado a investimentos. Frase preferida: “Cada escolha, uma renúncia”

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Não existem comentários
Informe seu e-mail para receber as novidades